domingo, 22 de março de 2015

O padre e a prostituta

        
      Numa determinada paróquia, onde havia a Santa Missa diária, uma fiel participava todos os dias da Missa e comungava. Não faltava um dia. O padre sempre notava que ela era assídua, diferente da rotatividade dos demais fieis.
      Algumas lideranças da paróquia, com forte conotação moralista e legalista, um dia chegaram ao pároco e disseram-lhe: "Padre, aquela mulher que não perde uma missa é prostituta. Ela pode comungar?"
       
     Intrigado, um dia o padre, após uma missa no meio da semana, chamou a mulher e teve uma conversa privada com ela. Ela confirmou ao padre que era prostituta e ele perguntou:
      - Por que você comunga diariamente?
      Ela respondeu mansamente:
    - Eu comungo porque Jesus é o único homem que me toca com dignidade.


3 comentários:

  1. Amei!
    Vc está sempre inspirado.
    É a sabedoria do Espírito Sto.

    Sempre estamos a procura da dignidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que possamos enxergar em cada Outro ou Outra o rosto de Deus.. obrigado!

      Excluir
  2. Nossa, Júnior. Gostei muito.

    Somos o espelho e nele refletirmos a imagem de Nosso Senhor Jesus.
    A indiferença de Classe social, Cultura ... Não significa que tal pessoa não ame o Cristo Resussitado.

    Deus te abençoe.
    Hj e sempre. Rezo por ti.
    Pax et Bonum

    ResponderExcluir